(Fuente: burn-fire)


"Hot as a fever
Rattling bones
I could just taste it (taste it)
If it’s not forever
If it’s just tonight
Oh, it still the greatest (the greatest, the greatest)”
(Kings Of Leon - Sex on Fire) 

"Hot as a fever

Rattling bones

I could just taste it (taste it)

If it’s not forever

If it’s just tonight

Oh, it still the greatest (the greatest, the greatest)”

(Kings Of Leon - Sex on Fire) 


"De tu corazón más
De tu emocion más
Y de tu cuerpo más
Yo te daré lo que me dás…”
(Nelly Furtado - Más)

"De tu corazón más

De tu emocion más

Y de tu cuerpo más

Yo te daré lo que me dás…”

(Nelly Furtado - Más)

6 anni di un sogno!!!

"Azzurro,

il pomeriggio è troppo azzurro

e lungo per me.

Mi accorgo

di non avere più risorse,

senza di te,

e allora

io quasi quasi prendo il treno

e vengo, vengo da te,

ma il treno dei desideri

nei miei pensieri all’incontrario va…”

Enquanto isso no verão de Ibiza… Javí Garcia.

Enquanto isso no verão de Ibiza… Javí Garcia.

Sheva salvou a pátria

Há quem diga “lembra dele?” (Slogan utilizado na globo.com).  Hipocrisia esse tipo de pergunta. Afinal estamos diante do mais popular jogador da anfitriã Ucrânia. E que pode até estar sumido da mídia, por ter escolhido voltar a jogar em seu País. Depois de ter feito temporadas memoráveis no Milan, e de também jogar pelo Chelsea.  Portanto podemos dizer que: “Qualquer amante do futebol idolatra o futebol dele, e é até capaz de colocar o nome dele nos filhos”. (risos) Ou seja, não precisa ser lembrado.

E ontem ele mostrou a que veio, foi o homem da noite. Não só deu a vitória a sua seleção como também jogou muito, mostrou a todos que por algum momento estúpido pensou que ele não jogaria como antes. Todos sabem que seleção nenhuma é feita de um homem só. Mas temos que concordar que quando este homem é Andriy Shevchenko fica bem mais fácil.

Mesmo com o 1º tempo equilibrado de poucas chances, e sofrendo o gol logo no início do 2º tempo. Os ucranianos não fizeram feio, Sheva marcou os dois gols. E para a alegria desta nação as favoritas França x Inglaterra, ficaram apenas no empate 1-1. As próximas rodadas prometem. 

Espanha x Itália
Um clássico digno de final, mas que deixou a desejar graças à cabeça dura dos técnicos.

Não há como negar que o jogo foi equilibrado, tento de um lado a Fúria com seus jogadores “clássicos” e do outro lado uma nova Azzurra, bem diferente da última Eurocopa.

Na teoria este foi o jogo mais complicado do grupo. Porém para a torcida italiana ficou claro, que sim poderiam ter vencido. Se… Prandelli não tivesse apostado na dupla Cassano/Balotelli que deixaram claro a total ausência de maturidade, um ao fazer falta no goleiro espanhol (Lance p/ cartão, sorte que o Juiz foi camarada) o outro ao perder a cabeça socando a grama. Esse foi apenas o primeiro jogo e perder a cabeça assim, imagine se fosse a final a Itália teria terminado com nove jogadores.

Do lado espanhol a torcida também pode dizer que o jogo teria sido diferente. Se Del Bosque não tivesse apostado em um esquema ala Barcelona (Este que não funcionou na ultima temporada, já que o time só levou a Copa del Rey, ou seja, esquema manjado e falho).  Par o público espanhol a ausência de um atacante foi crucial.

Esse acabou sendo o jogo de sorte para os goleiros, que conseguiram evitar alguns gols incríveis. Buffon que o diga, pois o santo do homem é forte! Casillas jogou muito bem, soube manter o controle principalmente nas jogadas aeras italianas, que são praticamente uma marca registrada.

Agora para ambas as seleções só interessa ganhar, qualquer tropeço será fatal. Mais que fique claro, o esquema de ontem não os levará a final. Então, acorda Del Bosque e Prandelli!